Produção

Café

O nosso saboroso café recebe os cuidados da adubação artesanal desde o início, na formação das mudas, com o uso de esterco bovino, inclusive na preparação das covas (local definitivo em que se planta a muda) e, ao longo de toda a vida produtiva, o cafezal é adubado com o referido esterco e a palha (cascas) do café produzido.

Em substituição aos tradicionais adubos químicos foliares, são realizadas várias pulverizações das caldas bordalesa e viçosa (receitas dispostas no site) para repor os micronutrientes e o controle das pragas é feito com a pulverização do poderoso óleo de Neem* e, os serviços gerais no cafezal (carpir, desbrotar, adubar, pulverizar, colher e rastelar) são todos realizados de forma manual.

A colheita é seletiva, somente os grãos maduros são colhidos e levados para o terreiro e, ao longo de vários dias, também de forma manual, deve ser "virado" (passa-se um grande rodo para virar o café) para que posso secar à luz do sol e ser beneficiado (descascar).

Após o beneficiamento dos grãos, estes são torrados à moda antiga, na lenha e, finalmente, moídos (ou não, temos os grãos apenas torrados, ideal para algumas máquinas de café). Está pronto o saboroso café arábica, bebida dura, simplesmente, o café mais exportado para o mundo, e melhor, sem a utilização dos perigosos AGROTÓXICOS.

* Extraído das sementes da árvore de origem indiana, combate mais de 400 pragas em variadas culturas agrícolas.

Voltar